Image Image Image Image Image Image Image Image Image Image
Scroll to top

Top

No Comments

Smartphone, o vício

Ricardo Anderáos

Sim, é chato quando alguém que está conosco é abduzido pelo celular. O corpo da pessoa fica ali, mas o espírito é teleportado sabe lá para onde. Quando a abdução é via e-mail ou algum app é ruim, mas se é via voz, é ainda pior. Especialmente se o tal alguém ali ao lado fala alto, a conversa não nos interessa e não temos para onde fugir. O short movie acima, escrito e interpretado pela atriz Charlene deGuzman é um dos melhores retratos dessa situação.

Mas sejamos sinceros: quem nunca fez o mesmo, deixando um amigo sozinho no aqui e agora e conectando os neurônios alhures? Ano que vem o desembarque em massa dos celulares aqui no Brasil vai completar 20 anos. A revolução do iPhone e seus apps começou há seis. Está mais do que na hora de nos educarmos melhor sobre como usar essas traquitanas a nosso favor. Mas antes de ficar reclamando dos outros, cada um de nós precisa desenvolver a disciplina interna e conectar melhor no aqui e agora. Minha receita? Meditação…